By - - 4 Comentários

Estou convicto de que a Conservação de Energia e Meio Ambiente tem um relacionamento muito íntimo. Quando você realiza algum projeto visando à redução do consumo de energia, seja ela qual for de forma indireta ou direta, o Meio Ambiente é também beneficiado.

Exemplos:

Você, motivado pelo alto custo do fornecimento da água que consome em sua residência, resolve tomar providencias no sentido de reduzir os gastos.

O Meio Ambiente ganha na redução do volume de contaminantes que vão para a Estação de Tratamento de Esgotos, contaminantes mais concentrados, maior facilidade de tratamento, menos produtos químicos utilizados no tratamento, menos energia elétrica que aciona os equipamentos, já que eles irão trabalhar menos. Se o consumo de energia elétrica diminui, a necessidade de geração também, portanto menos necessidade de áreas alagadas para hidroelétricas, ou se, provenientes de termelétricas, menos combustíveis fósseis a serem consumidos – emissão de gases e materiais particulados para a atmosfera, e assim por diante. A cadeia de fornecimento de energia, se estende por vários segmentos.

Logicamente se tomar como referência o consumo de água unitário de apenas uma residência, isto terá pouca relevância.

Mas vamos brincar com os números: considere somente a região metropolitana de São Paulo, com aproximadamente 21 milhões de habitantes, vamos ser realistas, considere 60% desta população com condições de promover economia e destes cada um conseguindo reduzir 2 litros de água potável por dia (quantidade razoável e conservadora), isto representará 25,2 milhões de litros por dia de economia e 756 milhões de litros/mês.

Ficou espantado? Pois é!

A mesma consideração dos reflexos ao Meio Ambiente feito para a água, serve também para a energia elétrica e qualquer outra economia. Cada uma destas dispara uma reação em cadeia muito interessante.

Só nestes exemplos de economia doméstica, vejam o quanto o Meio Ambiente estaria sendo beneficiado indiretamente.

Nas próximas postagens, irei comentar algumas possibilidades de preservação do Meio Ambiente por meio da conservação de energia.

E vejam,  esta correlação não inviabiliza medidas concretas de melhorias diretas ao Meio Ambiente – que aos poucos iremos também abordar.

 

Fonte: Gilberto Romeiro – Sócio-Diretor Comercial da GR Engenharia – Meio Ambiente – 05/08/2015